Zé Roberto Reynoso vence GP Sérgio Brandão que garante: “tenho orgulho você”

0
730

Um final de sábado, 28/5, de casa cheia e muita emoção no Clube Hípico de Santo Amaro. Com ótima participação foram 65 os conjuntos que largaram no GP Sérgio Brandão, a 1.40 metro, ilustre cavaleiro santamarense, horseman com inúmeras conquistas no hipismo brasileiro. Nada menos que 19 feras foram ao desempate. E, de fato, sempre favorito, o campeão 2015 e líder do brasileiro senior top 2016 José Roberto Reynoso Fernandez Fº, o Zé Roberto, levou Azrael W Sanol Dog Protécnica à vitória. A consagrada dupla faturou o título sem faltas em 33s53.

Missão cumprida para Zé Roberto e Azrael W
Missão cumprida para Zé Roberto e Azrael W

“Eu tinha muito orgulho de ver o seu pai (Alfinete) montar e tenho muito orgulho de te ver montando. Você é fera”, garantiu Sérgio Brandão ao vencedor. “Fiquei muito honrando em vencer o GP Sérgio Brandão. Especialmente hoje, dedico a minha vitória ao amigo Pedro Valente”, disse Zé Roberto, referindo-se a um dos grandes incentivadores do hipismo brasileiro e ex-presidente da Federação Equestre do Rio de Janeiro falecido na tarde desse sábado, 28/5.

 Sérgio Brandão cumprimenta Ze Roberto por mais uma grande conquista
Sérgio Brandão cumprimenta Ze Roberto por mais uma grande conquista

Com ótima apresentação o top Artemus de Ameida apresentando Casileiro garantiu o vice pista limpa, 34s13.

Artemus e Casileiro levantaram a torcida em Santo Amaro
Artemus e Casileiro levantaram a torcida em Santo Amaro
Casa cheia e foco total na disputa
Casa cheia e foco total na disputa

Em 3º lugar chegou Bruno Pessanha com Transwaal Allouette Lambrock que zerou , em 34s62. O 4º posto foi do tetracampeão brasileiro Francisco Musa apresentando Casadora JMen, sem faltas, 35s16.

Bruno e Transwaal Allouette Lambrock
Bruno e Transwaal Allouette Lambrock

Dentre os 10 conjuntos que zeraram o desempate, completaram o placar na 5ª e 6ª colocação, André Miranda montando Charleston e o medalhista panamericano e 10 vezes campeão brasileiro Vitor Teixeira no dorso de Valiska Império Egípcio, em 35s29 e 35s66.

Musa recebe os cumprimentos do homenageado
Musa recebe os cumprimentos do homenageado
Só alegria no pódio do GP Sérgio Brandão
Só alegria no pódio do GP Sérgio Brandão
Merecidos aplausos
Merecidos aplausos

 

O GP distribuiu R$ 30 mil e a Copa Santo Amaro segue nesse domingo, 29, com destaque para o mini GP, a 1.30 metro, no inicio da tarde.

Sobre Sérgio Brandão

Pernambucano, carioca, mas santamarense de coração Sérgio Brandão Gomes é parte da história do Clube Hípico de Santo Amaro. Brandão é exímio formador de cavalos. Entre os seus mestres no início de carreira na Sociedade Hípica Brasileira no Rio estão Helio Pessoa, Rita Bezerra de Melo e também a amazona de adestramento Diana Osward.

Sérgio Brandão em clique com o craque Baturite
Sérgio Brandão em clique com o craque Baturite

Foi em 1974 que Brandão, aos 25 anos, chegou em Santo Amaro para trabalhar com o então presidente Moncelo Almuli. Nunca mais deixou São Paulo. Teve grandes vitórias montando Lord, que era de propriedade de Robertinho Kalil, que também costumava lhe emprestar a super égua Coca-Cola. O cavalo Pepino Voador, de propriedade de Paulo Bismark, também é parte da memória de todos que tiveram a oportunidade de ver Brandão em pista. Mas não tem como falar da carreira esportiva de Brandão, sem lembrar de Baturité com o qual venceu importantes GPs em Belo Horizonte, Rio de Janeiro e, é claro, em São Paulo.

 

Fonte CHSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

doze − cinco =