Aquece Rio: Márcio Jorge fatura tetra brasileiro e Márcio Appel é vice

0
1080

Deu tudo certo. Foi de Márcio Carvalho Jorge montando Coronel MCJ a vitória e o tetra no Campeonato Brasileiro de Concurso Completo de Equitação (CCE) nesse domingo, 8/8, no Centro Hípico de Dedodoro, na Zona Oeste do Rio, durante o Aquece Rio, evento teste do hipismo rumo aos Jogos Olímpicos Rio 2016. O CCE é considerado o triatlo entre as modalidades olímpicas com provas de Adestramento, Cross Country e Salto. Deodoro também vai receber as disputas do Salto e Adestramento.

Marcio Jorge comemorou o tetra brasileiro e aprovou a estrutura em Deodoro; img: Raphael Macek - FEI
Marcio Jorge comemorou o tetra brasileiro e aprovou a estrutura em Deodoro; img: Raphael Macek – FEI

Para Marcio Jorge, cavaleiro de Barretos no interior paulista, medalha de bronze no Pan de Guadalajara 2011 e prata em Toronto 2015 , a conquista nesse domingo significou o tetracampeonato brasileiro consecutivo. Marcio e CoroneL MCJ garantiram o 2º posto na prova de Adestramento, o 1º no Cross Country e ficaram novamente empatados em 1º lugar com pista limpa no Salto fechando a competição com apenas 44,50 pontos perdidos.

Marcio em ação Coronel MCJ
Marcio em ação Coronel MCJ; img: Raphael Macek

Com grande atuação o 2º posto ficou com o cavaleiro santamarense Márcio Appel montando Cross Rock, 63,30 pontos perdidos, com o 5º posto no Adestramento, o 3º no Cross e um derrube no Salto. Também por São Paulo Marcelo Tosi com Glenfly completou o placar na 3ª colocação, 67,20 pontos perdidos.

Marcio Appel, cavaleiro santamarense que veio do Salto e está cada vez mais afiado no cross, garantiu o vice-campeonato e a 4ª colocação; img: Raphael Macek - FEI
Marcio Appel, cavaleiro santamarense que veio do Salto e está cada vez mais afiado no cross, garantiu o vice-campeonato com Cross Rock (foto) a 4ª colocação com Iberon JMen; img: Raphael Macek – FEI

 

A disputa em Deodoro foi o único evento teste do hipismo na reta final de preparação da primeira edição de uma Olimpíada na América do Sul. Após a cerimônia de premiação Marcio Jorge falou sobre sua determinação em integrar o Time Brasil de CCE nos Jogos Olímpicos Rio 2016. “Será uma disputa difícil garantir uma vaga na equipe, mas estamos em uma posição boa, uma vez que agora temos um grupo maior de cavaleiros em bom nível”, ponderou o campeão, que a exemplo da base da equipe brasileira é treinado pelo bicampeão olímpico neozelandês Mark Todd.

Marcio Jorge, campeão, Marcio Appel, vice, e Marcelo Tosi, 3º ; img: Raphael Macek
Marcio Jorge, campeão, Marcio Appel, vice, e Marcelo Tosi, 3º ; img: Raphael Macek

“Foi muito bom. Toda estrutura do evento está muito boa. A organização fez um ótimo trabalho. Foi ótimo, estou feliz. A torcida estando perto sempre ajuda”, acrescentou Marcio. “O legado dos Jogos Rio 2016 será espetacular, não somente para o hipismo, mas todos os outros esportes. Será um grande incentivo para formar uma nova geração de esportistas. Creio que as Olimpíadas vão nos colocar entre os países com as melhores condições para prática do esporte .”

Marcio Appel, medalhista de prata, acredita nas chances de pódio olímpico no ano que vem. “Acho que temos uma chance real de uma medalha olímpica. Desde os últimos Jogos temos treinado pesado e houve muito investimento na equipe. Ter os Jogos Olímpicos aqui no Brasil significa estar muito mais feliz para acordar cedo e trabalhar duro.”

Mais flash de Marcio Appel que competiu com
Mais flash de Marcio Appel com Iberon JMen

 

O Centro Olímpico de Hipismo vem sendo mantido em um vazio sanitário afastando qualquer risco de contágio pelo mormo, doença que acomete cavalos e pode contagiosa para humanos. O britânico Tim Hadaway, diretor da Federação Equestre Internacional (FEI), está acompanhando o Aquece Rio. “A organização da Rio-2016 deu passos largos. Nós da FEI, a Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), a Rio-2016 vamos trabalhar em conjunto. Eu virei aqui várias vezes até agosto do ano que vem. Aqui será minha segunda casa”, garantiu o dirigente.

Ótima organização e muito cuidado com os cavalos; img: Raphael Macek - FEI
Ótima organização e muito cuidado com os cavalos; img: Raphael Macek – FEI

O evento teste do hipismo não recebeu atletas estrangeiros. Além do Brasil, Austrália, Canadá, Alemanha, Grã Bretanha, Irlanda, Holanda e EUA já estão habilitados para os Jogos Olímpicos na modalidade CCE. As vagas restantes dos países serão decididas em qualificações continentais e a individual se dará pelo ranking mundial. Todos os atletas nos Jogos precisam de índices mínimos de qualificação.
Resultado final – 18 conjuntos

1º Coronel MCJ / Marcio Jorge, BRA, 44.5 pontos perdidos
2º Cross Rock / Marcio Appel, BRA, 63.3 pontos perdidos
3º Glenfly / Marcelo Tosi, BRA, 67.2 pontos perdidos
4º Iberon Jmen / Marcio Appel, BRA, 68.4 pontos perdidos
5º Tiger Lu / Nilson da Silva, BRA, 72.1 pontos perdidos
6º Estiva TW / Serguei Fofanoff, BRA, 72.1 pontos perdidos

#1yeartogo #Rio2016
Fonte: CBH  com infos: FEI ; fotos: FEI – Raphael Macek

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui