Aachen se rende ao coronel Renyldo

0
1084

25 de junho de 2012

Ilustre santamarense e um dos maiores cavaleiros de todos os tempos, o coronel Renyldo Ferreira embarca em 29 de junho para a Alemanha, onde será homenageado pela medalha de ouro por equipe (Renyldo Ferreira, Nelson Pessoa Filho e Eloy Menezes) conquistada na Copa das Nações de 1956, momento em que o Brasil derrubou a hegemonia alemã, uma mês após a Alemanha conquistar as importantes medalhas de salto nas Olimpíadas de Estocolmo: ouro por equipe e ouro prata e bronze no individual.

Com justiça, Aachen se rende ao talento do coronel Renyldo e relembra o histórico fato da organização do concurso, um dos mais importantes do mundo hípico, não ter uma bandeira brasileira para subir no mastro das três principais colocações.

Coronel Renyldo, Neco e Eloy: o sorriso não é para o título do Mundial de Aachen, em 1956, mas para a bandeira brasileira improvisada de última hora pelos alemães.