CHSA: preservação ambiental e respeito aos animais

0
1720

Encravado na zona sul da capital paulista, o Clube Hípico de Santo Amaro com 330 mil m² de área verde é, sem dúvida, um pulmão verde na zona sul da capital paulista. Além da mais completa infraestrutura para prática do hipismo e social, o CHSA tem bosques de mata atlântica primária, jardins, abrigando diversas espécies de aves e pequenos animais silvestres.

As pistas principais do CHSA rodeadas por bosques

Cerca de 450 cavalos estão estabulados no Clube que em 2020 completa 85 anos escrevendo história no hipismo brasileiro. O CHSA, palco de competições nacionais, internacionais e celeiro de grandes expoentes no esporte, está inteiramente alinhado com o bem-estar e respeito aos cavalos e todos animais, repudiando totalmente qualquer prática que atente contra o bem estar e integridade física dos mesmos.

O Clube conta com Hospital Veterinário 24 horas, piquetes para soltar os cavalos, redondéis para trabalho em liberdade e na guia, equipes veterinárias e fisioterapia de ponta e excelentes tratadores de cavalos. A entidade também está focada na sustentabilidade com reciclagem do lixo e reaproveitamento de dejetos (estrume) dos animais.

Área da Escola de Equitação do CHSA, encravado na zona sul da capital paulista

Nesse sentido, o anúncio do Comitê Olímpico do Brasil que se tornou o primeiro das Américas signatário do Programa “Esporte pela Ação Climática” da ONU (e segundo do mundo, ao lado da Espanha) e Comitê Olímpico Internacional, conforme divulgado em 17/7/2020, o CHSA se identifica totalmente com esse lema.

Com ações de preservação da área verde, sustentabilidade e principalmente respeito aos cavalos, a entidade tem o compromisso de coibir qualquer ato de violência aos animais e não mede esforços em prol da preservação ambiental.

 

Alexandre Leonor e Francisco Fortunato
Presidente e vice-presidente CHSA
Diretoria CHSA

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui