12º Ouro para Alemanha no Adestramento na Rio 2016

0
931

Um páreo emocionante. Nessa sexta-feira, 12, as sete melhores equipes e outros sete conjuntos individuais disputaram o Grand Prix Special válido como final por equipes e que selecionou o melhores 18 conjuntos para o Freestyle Grand Prix que define a medalha de ouro individual na Rio 2016 na próxima segunda-feira, 15/8.

A Alemanha faturou ouro com o jovem talento Sonke Rothenmberger / Cosmo que registrou 76,261% (descarte) e foi 10º individual, Dorothee Schneider / Showtime FRH, 3ª colocada individual com 82,619%, Kristine Broring Sprehe / Desperado FRH, 4ª individual, 81,401%, e, finalmente, a grande vencedora do dia Isabell Werth / Weihegold Old, 83,711% de aproveitamento. Com o 13º ouro por equipes, a Alemanha coleciona 17 medalhas coletivas na história dos Jogos.

 

Alemães conquistam seu 13º ouro por equipes nos Jogos Olímpicos; img: Richard Juilliart / FEI
Alemães conquistam seu 13º ouro por equipes nos Jogos Olímpicos; img: Richard Juilliart / FEI

 

Já o super time da Grã Bretanha foi prata com a média final de 77,937%. Wilton Spencer / Super Nova II, 21º com 73,613% (descarte), Fiona Bigwood / Orthilia, 16ª, 74,342%, e Carl Hester, o treinador da equipe, com Nip Tuck, 9º, 76,485%. Última no picadeiro no estádio de Deodoro, a campeã olímpica 2012 Charlotte Dujardin com Valegro, que havia vencido o Grand Prix na largada da competição, teve dois erros no Grand Prix Special, mas compensando nos demais movimentos sempre perto da perfeição registrou 82,983% e foi 2ª na classificação geral.

Curiosamente um helicóptero sobrevoou o estadio na hora de sua apresentação, mas Charlotte garantiu que nem ela e nem seu Valegro perceberam e sempre sorrindo disse estar feliz demais em estar presente nos Jogos com os melhores do mundo e também com estrelas de outras modalidades.

 

Horse Inspection COUNTRY DAY 5 OLYMPIC GAMES RIO Dressage Individual . Grand Prix. GBR Charlotte DUJARDIN Pic Richard Juilliart
Charlotte Dujardin, sempre sorrindo, diz estar se divertindo muito no Rio; img: Richard Juilliart/FEI

 

Isabell Werth, também forte candidata ao ouro, garantiu: “Charlotte é favorita. Para o Carl Hester eu gosto de pedir que seja um gentleman e costuma funcionar. Mas com a Charlotte é diferente… (risos). Estou muito satisfeita com o desempenho do cavalo e todos nós vamos dar o melhor na segunda-feira”. Ela agora computa nove medalhas olímpicas, sendo seis de ouro. As primeiras duas em Barcelona 1992 quando venceu por equipes e foi prata individual. Com esse resultado, a alemã igualou o recorde da holandesa Anky van Grunsven, que detém nove medalhas individuas. Se Isabell subir ao pódio na 2ª feira será a nova recordista de medalhas no adestramento em Jogos Olímpicos.

Dorothee Schneider, 3ª na geral e que será antepenúltima no picadeiro em busca de uma medalha individual, declarou: “meu cavalo fez um papel brilhante, ele estava tão fácil, foi muito emocionante. Mostramos muito potencial na passage final. Vou para o Freestyle com a sensação de alívio e 50 quilos a menos. O Showtime está em forma, então não vou pressioná-lo nos treinos antes da segunda-feira”.

Já o chefe de equipe e medalhista da prata britânico Carl Hester disse que vai aproveitar a folga de dois dias para fazer turismo: “vou ao Cristo rezar por uma medalha.”

O time de bronze dos EUA, que fechou com 76.363%, contou com Alison Brock / Rosevelt, 73,824%, Kasey Glass Very / Dublet, 73.235% (descarte), Peters Steffen / Legolas 92, 74,622% e Laura Graves com Verdades, melhor resultado da equipe, 80,644% e 5ª invidiidual no Grand Prix Special. A Holanda ficou em 4º, 74.991%, seguida pela Suécia, 74.370%, e Dinamarca, 74.346%.

 
Fonte: Brasil Hipismo com infos e fotos FEI – Richard Juilliart

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui